Portuguese Close
MENU

Câncer de Próstata

Informações sobre o câncer de próstata

Segundo a Organização Panamericana de Saúde, o câncer de próstata é o principal câncer nas Américas com relação a novos casos e o segundo quanto à morte por câncer, em homens. (Mais de 412.000 novos casos e mais de 85.000 óbitos).

  • Na América Central e no Caribe, o câncer de próstata é a principal causa de mortalidade por câncer em homens, enquanto que, na América do Sul, ele representa a segunda causa, e na América do Norte, a terceira causa.
  • Caso as tendências atuais sejam mantidas, o número de novos casos e de mortes por câncer de próstata na América Latina e no Caribe praticamente duplicarão, em 2030.
  • Existem grandes diferenças entre os países, nessa medida aproximada de sobrevivência, enquanto que, no Canadá, para cada 9 novos casos de câncer de próstata há uma morte por esse tipo de tumor, no Haiti e na Nicarágua, a cada dois novos casos há uma morte por câncer de próstata.
  • Os mais importantes fatores para combater o câncer de próstatas são obter um diagnóstico precoce e um tratamento adequado realizado por médicos e cirurgiões apropriados. O Florida Hospital Global Robotics Institute (GRI) possui uma equipe extremamente experiente e médicos de classe mundial no tratamento do câncer urológico.
  • Indubitavelmente, antes de estabelecer um plano de tratamento, é importante entender a doença e investigar todas as opções disponíveis.

1-National Cancer Institute, http://www.paho.org/hq/index.php?option=com_docman&task=doc_details&gid=21594&Itemid=270&lang=es.

Os dados publicados sugerem que um dos fatores mais importantes para vencer o câncer de próstata é o diagnóstico precoce seguido do tratamento adequado por médicos e cirurgiões experientes. O Florida Hospital Global Robotics Institute (GRI) mantém uma das equipes médicas mais experientes de excelência mundial para tratamento do câncer urológico, no país.

Entender e Diagnosticar a Doença

Antes da escolha do tratamento, é importante que você entenda a doença e pesquise todas as opções de tratamento disponíveis para você.

A próstata é um órgão localizado na base da bexiga, por onde passa a uretra, que serve para a eliminação da urina. Se não for tratado, o câncer de próstata pode acarretar sintomas como a disfunção erétil, perda do controle da bexiga e dor ao urinar. Pode também haver metástase, com a disseminação de células cancerígenas para outras regiões do corpo.

A American Urological Association não recomenda realização de exames em homens com menos de 40 anos. Homens com idade entre 40 a 54 anos, com risco médio de desenvolver o câncer de próstata também não devem realizar exames de rastreio. Homens entre 55 a 69 anos devem avaliar os danos potenciais da realização de exames de rastreio com relação aos benefícios, levando em conta que a mortalidade por câncer de próstata é evitada em 1 em cada 1.000 homens que realizam os exames de rastreio por década.  Para aqueles homens que decidam realizar os exames, levando em conta seus valores e preferências, são recomendados intervalos de rotina de dois anos ou mais. Finalmente, recomenda-se o exame de PSA de rotina em homens de 70 anos ou mais, ou em homens com menos de 10 a 15 anos de expectativa de vida.

O Florida Hospital Cancer Institute, considerando as recomendações da American Urological Association e a American Cancer Society, desenvolveu as seguintes orientações: aos 40 anos, homens com uma expectativa de vida igual ou maior a 10 a 15 anos devem realizar o exame de próstata. Os médicos auxiliam os pacientes na tomada de decisão utilizando as seguintes categorias de risco: homens com risco muito elevado que possuam um mais de um parente em primeiro grau diagnosticado com câncer de próstata devem iniciar a conversar sobre o exame aos 40 anos. Homens com alto risco, que sejam afro-americanos ou tenham um parente em primeiro grau com câncer de próstata diagnosticado antes da idade de 65 anos devem começar a falar sobre o exame aos 45 anos. Homens com risco médio devem iniciar essa conversa aos 50 anos. Homens que possuam uma expectativa de vida de menos de 10 a 15 anos devem ser examinados. O Florida Hospital Cancer Institute determina que os exames devem incluir um exame de sangue de PSA e exame de toque retal, sendo que o intervalo entre esses exames deve ser discutido com cada paciente.

Se o valor do PSA for alto ou for encontrado alguma protuberância durante o exame de toque retal, o médico provavelmente recomendará exames laboratoriais e uma biópsia da próstata realizada através de ultrassom. A biópsia é realizada através do reto e é a única maneira de provar a existência do câncer de próstata. Se houver, é feita a avaliação pela escala de Gleason, com base na agressividade do câncer encontrado.  Os exames laboratoriais, os resultados do PSA e o estágio de câncer observado ajudarão o médico a fazer as recomendações para tratamento.

Fatores de Risco do Câncer de Próstata

  • Idade: Este é o fator principal do câncer de próstata. É raro em homens com menos de 45 anos de idade. No entanto, com o progresso dos exames, houve diagnóstico e tratamento de homens jovens de até 30 anos. A probabilidade de ter câncer de próstata aumenta bastante à medida que o homem envelhece. Nos Estados Unidos, a maioria dos homens com câncer de próstata tem mais de 65 anos.
  • Histórico Familiar:  O risco é maior se o pai ou o irmão apresentaram câncer de próstata.
  • Raça: O câncer de próstata é mais comum em homens afro-americanos do que em homens brancos e hispânicos. É menos comum em asiáticos e em nativos americanos.
  • Algumas Alterações na Próstata: Homens com células prostáticas com neoplasia intraepitelial prostática de alto grau (PIN) podem ter um risco maior. Essas células possuem aparência anormal no microscópio.
  • Dieta: Algumas pesquisas sugerem que homens que têm uma dieta com ingestão de muita gordura animal ou carne podem ter um risco aumentado. Homens que têm uma dieta rica em frutas e legumes têm um risco menor.

Sintomas do Câncer de Próstata

Geralmente não há sintomas nos estágios iniciais do câncer de próstata. Ao contrário de vários outros cânceres, o câncer de próstata é uma doença de crescimento bastante lento. Na verdade, você provavelmente tem o câncer de próstata durante anos antes de ele ser detectado. Por isso, é tão importante fazer exames regulares de próstata. No entanto, quaisquer problemas urinários devem ser avaliados por um médico.

Procure o médico se você notar:

Urina frequente, principalmente durante a noite

  • Jato de urina fraco
  • Jatos de urina que começam e param (ou que sejam difíceis de iniciar ou de parar)
  • Dor ou queimação durante o ato de urinar
  • Sangue na urina ou no sêmen
  • Dor persistente na região lombar, nos quadris
  • Dificuldade de ereção

Tratamento do Câncer de Próstata– Avalie as opções

Há muitos fatores que podem afetar os tratamentos de câncer de próstata e a adequação de opções para o seu tipo de câncer depende de várias coisas:

  • Estágio e agressividade de seu câncer de próstata
  • Seus sintomas físicos
  • Seu atual estado de saúde e sua idade
  • Sua fisiologia
  • Possíveis efeitos colaterais
  • Preferência pessoal por tratamentos

Várias opções de tratamentos estão disponíveis atualmente, todas elas oferecendo benefícios e riscos potenciais. Essas opções incluem:

  • Prostatectomia aberta: Cirurgia tradicional para a retirada da próstata
  • Prostatectomia laparoscópica: Utilizando ferramentas especiais através de pequenas incisões para a retirada da Prostata
  • Prostatectomia Radical Robótica: Combinação de ferramentas laparoscópicas e tecnologia robótica de precisão para auxiliar o cirurgião
  • Radioterapia: Aplicação de radiação em várias sessões
  • Radiação de Fonte Externa (Conformational RT (radioterapia adaptada) , IMRT (radioterapia com intensidade modulada), Proton Beam RT (radioterapia com feixe de prótons): Métodos muito precisos de aplicação da radioterapia
  • Braquiterapia: Colocação de  “sementes” radioativas diretamente na próstata
  • Crioterapia Terapia Hormonal HIFU: Ultrassom de alta frequência e intensidade (atualmente ainda não aprovado pelo FDA)
  • Vigilância/Observação Ativa: Anteriormente chamada “espera precavida,” que inclui exames mais frequentes para acompanhar o progresso da doença

É muito importante avaliar todos os aspectos de um procedimento. Lembre-se, não há um único “melhor tratamento” que se aplique a todos. Cada tratamento deve ser personalizado às necessidades do paciente. O câncer de próstata se desenvolve bem lentamente, por isso é importante que você leve o tempo que precise para conversar com seu urologista sobre suas opções de tratamento, antes de tomar sua decisão.

É muito importante avaliar todos os aspectos de um procedimento. Lembre-se, não há um único “melhor tratamento” que se aplique a todos. Cada tratamento deve ser personalizado às necessidades do paciente. O câncer de próstata se desenvolve bem lentamente, por isso é importante que você leve o tempo que precise para conversar com seu urologista sobre suas opções de tratamento, antes de tomar sua decisão.

Para mais informações sobre câncer de próstata ou para saber sobre os requisitos para a prostatectomia robótica, entre em contato conosco hoje.